HM Música

From the blog

António Parreira: “Guitarra Portuguesa por António, Paulo e Ricardo Parreira” é editado a 11 de Março

CAPA-Photo.José FradeDSC_7598_291001

AntonioParreira_CD800S_PRINT

  O mestre da guitarra portuguesa António Parreira está de regresso aos discos, cerca de 40 anos depois do seu histórico “Guitarras de Portugal”. No novíssimo “Guitarra Portuguesa por António Parreira, Paulo Parreira e Ricardo Parreira”, António Parreira partilha o protagonismo com os filhos, Paulo e Ricardo, que aprenderam a tocar com o pai e já são, também eles, personagens maiores da guitarra de Lisboa.

“Guitarra Portuguesa por…” é um disco de “guitarradas”, puro e duro, tradicional e original, absolutamente único entre as edições de fado das últimas décadas.
Ao contrário do que é prática habitual noutros géneros musicais – a guitarra de flamenco na Andaluzia, a sitar na Índia ou a kora entre os griots da África Ocidental -, é raro, na guitarra portuguesa de fado, que pais, filhos e netos se dediquem à mesma arte e ao mesmo ofício, numa sucessão familiar que passa de geração em geração.

Paralelamente, dentro do universo do fado, e apesar da importância que um instrumento único como a guitarra portuguesa tem neste nosso, e específico, género musical português, são muito raros os discos que dêem o protagonismo à guitarra, lançando-a para a frente da atenção maior de quem ouve, sem vozes ou outros instrumentos a alhear-nos da essência tímbrica, sensorial e emocional da guitarra.

“Guitarra Portuguesa por António Parreira, Paulo Parreira e Ricardo Parreira” reúne estas e outras características. É um disco que só tem espaço para as guitarras portuguesas dos Parreiras e às violas e baixos de fado dos seus acompanhantes.
É um disco em que se sente a força e a verdade desta transmissão de um legado, de um saber, passado de pai para filhos ao longo de muitos anos.
É, também e tão importante, um disco em que se homenageia a guitarra e muitos daqueles que compuseram para este instrumento enquanto suporte acompanhador, fundamental, para os fadistas ou enquanto instrumento a solo.

Compositores como o próprio António Parreira – autor de muitos dos temas aqui presentes – e do fado tradicional de Lisboa como Manuel Marques, Jaime Santos, Domingos Camarinha, Armandinho, Fontes Rocha, José Nunes ou Francisco Carvalhinho, e com um desvio a Coimbra, via Artur Paredes.

Com mais de 45 anos de carreira feita no fado – guitarrista, compositor, professor (pelas suas mãos já passaram várias dezenas de aprendizes de guitarra), acompanhador de Rodrigo, António Mourão, Amália Rodrigues, Alfredo Marceneiro, Carlos do Carmo, Maria Valejo, Tristão da Silva ou Camané, o novo álbum de António Parreira e dos seus filhos é uma genuína e rara declaração de amor à guitarra portuguesa e ao fado.

RÁDIO OFICIAL

Logo Original Amália - vecto 2

UMA CO-PRODUÇÃO

EGEAC_CML_MUSEU do FADO _compacto_PRETO

DISPONÍVEL NAS LOJAS DIGITAIS

image01amazon-dgmag
itunes logo

Have your say