HM Música

Artistas

The Happy Mess

  imagem 3

  THE HAPPY MESS é um dos projectos acarinhados da Indie Rock em Portugal. Ao longo do percurso alguns dos seus singles – “Morning Sun” e “Backyard Girl” – fizeram os primeiros lugares dos tops de rádios nacionais e contabilizam mais de 1 milhão de visualizações no YouTube.

  O projecto nasceu em 2011 e um ano depois gravava o primeiro EP October Sessions. Mais tarde saía o álbum de estreia “Songs From The Backyard” (2013), produzido por Fred (Orelha Negra / Banda do Mar / 5-30). “Half Fiction”, editado no final de 2015 pela Sony Music  e produzido por Rui Maia (X-Wife / Mirror People), é um disco que revela uma sonoridade cada vez mais evidente no universo Indie Rock, com tonalidades de electrónica, dividindo-se entre canções que mergulham em estórias e personagens ficcionadas e, outras tantas, reais, inquietas, politicamente inconformadas.

  THE HAPPY MESS, banda que em concertos ao vivo destila energia viral, tem divulgado a sua discografia em festivais, semanas académicas, auditórios, teatros e salas de todo o país (NOS Alive, Vodafone Paredes de Coura, Super Bock Super Rock, MEO Marés Vivas, Festival do Crato, Semana Académica do Algarve, Casa da Música, Centro Cultural de Belém, MusicBox, PlanoB, Teatro Ribeiro Conceição – Lamego, Cine-Teatro Avenida – Castelo Branco, Teatro Municipal da Guarda, entre outros. Recentemente a banda foi convidada para um dos principais festivais holandeses Eurosonic Noorderlsag 2017.

  A par da música a banda interessa-se pela transdisciplinaridade artística em colaboração com realizadores, produtoras, designers, fotógrafos, ilustradores e performers (José Maria Cyrne, Pedro Resende, Sérgio Dias Santos, Augusto Fraga, Krypton Films, Carlos Ramos, Rui Hermenegildo, Luis Mileu, Alípio Padilha, Luio Onassis, Colectivo NoveCinco, Own Creative, Janno Saft, Sara Zita e Joana Leal), resultando, dessas colaborações, telediscos, projecções vídeo e performances em concertos, documentários e artworks.