HM Música

From the blog

Mafalda Arnauth e Atlantihda

Mafalda Arnauth and Atlantihda-Photo.Jose_Frade

“Mafalda Arnauth & Atlantihda” chega às lojas no final de Setembro. Aqui vai o primeiro single “Vida à Pendura”.

“Mafalda Arnauth & Atlantihda” Um encontro inesperado?… Acústico, orgânico, vivo e apaixonante… Outras músicas, para além do fado, estiveram sempre presentes na vida e na carreira de Mafalda Arnauth. E o fado, para além de outras músicas, esteve sempre latente na sonoridade dos Atlantihda. Por isso, e se para alguns, pode parecer completamente surpreendente ou inesperado este encontro entre a cantora de Lisboa e o grupo do Porto, basta ouvir o seu álbum de estreia conjunto – singelamente intitulado “Mafalda Arnauth & Atlantihda” – para se perceber que este cruzamento de vontades, de Mafalda e dos músicos dos Atlantihda, é absolutamente orgânico, vivo e apaixonante. Uma das mais aclamadas fadistas da nova geração – e uma das suas pioneiras –, Mafalda Arnauth, sabia-se, passou os últimos anos a afastar-se gradualmente do fado embora sem nunca o renegar. Os Atlantihda, também se sabia, andavam em busca de uma voz que desse corpo e alma às suas novas canções que convocam o fado, sim, mas também chamam por outras músicas tradicionais portuguesas e de outras partes do mundo, para além da música erudita contemporânea mas acima de tudo uma sonoridade internacional. São canções em que os grandes temas estão sempre presentes – das inevitabilidades do amor à urgência em transmitir mensagens actuais – e que se inscrevem imediatamente na nova música urbana de raiz portuguesa. Um encontro mais que perfeito… Mafalda Arnauth (voz), João Campos (guitarra clássica), Miguel Teixeira (viola braguesa), José Nogueira (baixo acústico), Melanie Paula (violoncelo), Zagalo (bateria).

 

Have your say