HM Música

From the blog

Tété Alhinho : “Mornas Ao Piano” Já Nas Lojas

banner tete alhinho post hm

 

 

“Mornas ao Piano” é o nome do novo disco que nos traz de volta Tété Alhinho.

“Mindel de Mãe Auta”, o novo single, está nomeado para “Melhor Morna” nos Cabo Verde Music Awards, os Prémios que elegem o melhor que se faz pelas Ilhas de Morabeza.

Os vencedores serão conhecidos dia 06 de Maio.

“Mindel de Mãe Auta” é um tema escrito por Tété Alhinho, interpretado por Carlos Matos no piano, Francelino Silva no contrabaixo, Ndu Carlos nas percussões e ainda Americo “Meca” Lima na guitarra acústica.

Alinhamento

1.     Mindel de Mãe Auta (Tété Alhinho | Tété Alhinho)
2.     N´Ten Um Amor (Mário Lúcio Sousa  | Mário Lúcio Sousa)
3.     Sina de Cabo Verde (Gabriel Mariano | Jacinto Estrela)
4.     Lua Bonita (Tété Alhinho | Tété Alhinho)
5.     Novo Amanhecer (Helio Cruz | Antero Simas)
6.      Sodade Tem Pena de Mim (Daniel “Nhela” Spencer | Daniel “Nhela” Spencer)
7.      Dor Di Nha Dor (Luis Lima | Paulino Vieira)
8.      Talvez (B.leza | B.Leza)
9   C´lamor (Tété Alhinho | Tété Alhinho)
10   P´Auta (Mário Lúcio Sousa  | Mário Lúcio Sousa)

 

“Mornas Ao Piano” já se encontra disponível, mundialmente, nas lojas digitais como no iTunes, Spotify, Google Play, Deezer, Tidal e Soundcloud.


 

Nome incontornável da música de Cabo Verde, arrebatou o mundo com a sua voz nos anos 90, no grupo Simentera. Em 2004 editou “Voz” com Mário Lúcio Sousa, um disco que a cristalizou como uma das grandes vozes do nosso tempo. 2017 é o ano do regresso às edições em nome próprio. 
 
Nascido a partir de uma campanha de crowdfunding, “Mornas ao Piano” foi gravado entre Lisboa e a cidade da Praia, em Santiago, com passagem por Roterdão na Holanda. Contou com a participação, nas gravações, de músicos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Cuba, Estados Unidos da América e Portugal, numa viagem pelas sonoridades dos 4 cantos do Oceano Atlântico. Assim é a alma de Cabo Verde.

Aqui encontramos a morabeza de Cabo-Verde, o perfume de Cuba ou o calor do Alentejo, terra do seu pai.
Tété Alhinho tem o carisma e simplicidade dos maiores nomes da história da música. É simplesmente desarmante.

“Lua Bonita” foi o primeiro tema a ser revelado no final de 2015, quando se deram inicio às gravações de “Mornas Ao Piano”.

Revelada a data de edição, chega também o segundo tema de “Mornas Ao Piano”, chama-se “Mindel de Mãe Auta” e é de autoria de Tété Alhinho, conta com Carlos Matos no Piano, Francelino Silva no contrabaixo,  Ndu nas percussões e Américo “Meca” Lima na guitarra acústica.  

 

Quando os Simentera arrebataram o mundo nos anos 90 uma voz sobressaiu, Teté Alhinho.

“A voz aveludada, e a entrega emotiva de Teté Alhinho foi parte vital do som único da banda. “ escreveu  J. Poet, na Global Rhythm (USA). 

O seu canto e as suas composições são notavelmente marcantes. Ninguém que a tenha escutado ao vivo, jamais regressará à sua vida de forma rotineira.

Teté canta sobre a melancolia sem a sombra da tristeza “É verdade que se escreve melhor sobre o amor num estado de melancolia  do que num estado de felicidade. Quando estamos felizes, estamos tão cheios de amor que não há mais espaço para mais nada. Quando estamos apaixonados, partilhamos este sentimento apenas com o nosso amor. Mas quando estamos tristes, temos a necessidade de partilhar com os outros, então você compõe para traduzir este sentimento. Aí existe também a esperança. A crença de que melhores dias virão. “ 

Nada mais a acrescentar, apenas as palavras de Simon Broughton, editor da Songlines podem descrever o sentimento de quem escuta Tete Alhinho pela primera vez:

 “A única voz que não tenho conseguido tirar da minha cabeça desde que ouviu o seu disco é o de Tete Alhinho de Cabo Verde. Negra, assombrosa e distinta”. Simon Broughton sobre “Voz” (Songlines Best Album of 2004). 

Have your say